quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Apresentação

Existem milhares de blogs e sites te falando como perder peso sem sofrer. A questão é que você sabe ou imagina que é mentira e isso te faz perder totalmente a força de vontade que você deveria ter. Você já sofre por antecipação. Mas nem todos esses sites mentem, na verdade, é tudo uma questão de costume, mas daí, até você se acostumar, será aquele sofrimento.

Por que emagrecer? Bem, eu entendo você gordinho. Você nasce já com 4 kg, é alimentado a vida toda por coisas gordurosas e depois sua família vem te chamar de obeso. Você nasce magro, sofre uma grande ansiedade, passa a compensar na comida e quando viu, está bem acima do que costumava ser. Ai você fica triste, perde a auto-estima, começa a ter problemas de saúde, seu açúcar dispara e você tem medo de ter diabetes como o seu pai ou alguém da sua família e então aquele medo e aquela ansiedade vêm e invés de se ajudar, você compensa tudo, novamente, na comida. E então vêm as piadas, aqueles olhares de cima abaixo, primeiro na rua, depois sua própria família te olha assim e invés de ser reconhecido pelas suas qualidades, você não passa de ser tachado apenas de “aquele gordinho ali”. O que acontece? Mais compensação. Enfim, quando você chegar no fundo do poço ou passar por uma situação bem constrangedora você decide mudar tudo. Mas que fique claro, nem todos passam por isso. Existem sim muitos gordinhos felizes, com a alto-estima elevada, muito bem amados e satisfeitos com seu próprio corpo. Mas quando a saúde passa a ser um fator primordial, não tem amor que te cure, só mesmo uma boa dieta.

Então eis a minha ideia. Realmente preciso perder peso e já passei por todos os tipos de dietas imagináveis e a única que eu realmente senti que poderia dar certo é aquela tal de “reeducação alimentar”. Mas se reeducar não é uma tarefa fácil, afinal, são anos vivendo de forma errada. Imagina se essa mudança tiver que ser acompanhada de tudo aquilo que eu detesto comer, sem sentir nenhum prazer. A verdade é que sim, você pode comer de tudo, mas infelizmente, numa quantidade mínima que vai te fazer sentir dores de fome nos primeiros dias. Quando eu descrever o meu cardápio, muitos vão dizer “mas ela come tanto e tantas vezes ao dia”. Fiquem sabendo que não é bem assim, a questão da quantidade afeta drasticamente o humor da pessoa que está de dieta. Mas a minha esperança é conseguir passar pela primeira semana, sem me boicotar no final de semana e assim ir estendendo às semanas seguintes.

E aqui estou eu, escrevendo nesse blog como uma forma de tentar me dar mais forças e não mentir pra mim mesma. Eu sei que vai ser difícil, mas quando eu me pesar no final de semana e ver o resultado, vai ser mais feliz que comer uma barra de “diamante negro”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por reservar um tempo para comentar!